• BolachaComo ando distraido!
  • Hoje fui surpreendido, durante uma conversa informal no café de que as bolachas do Andar são mesmo saborosas, a que eu retorqui que sim, também gosto muito. Naquele instante é que refleti "Bolachas do Andar? Bolachas do Andar?", o meu interlocutor do café com um ar surpreendido pergunta: Mas tu não sabes? Pensei que tivesses sido o primeiro a saber! Acho que toda a gente sabe, e gosta muito das bolachas!
  • Eu gosto muito das bolachas, mas confesso a minha distracção, pois por várias vezes tinha escutado: querem bolachas do Andar?, durante as pausas para o almoço, mas nunca tinha associado a ideia de que a Rosabela Resende, nossa companheira de caminhadas, detentora do blog Aromas com Amor, tinha atribuído o nome de ANDAR a umas bolachas apresentadas no seu blog, com receita e modo de preparação e tudo.
  • Agora sempre que comer bolachas do Andar, vão me saber ainda muito melhor.
  • Muito obrigado Rosabela Resende, em nome de todo o Grupo ANDAR.
  • Com muitas boas receitas saudaveis, este blog Aromas com Amor com publicações desde março de 2013, deve ser por si consultado. Registo também outra referência as caminhadas do Andar, que serviram para um artigo sobre um modo de assar castanhas no microondas.
  • Um Grande Beijinho.

 

12º Aniversário

30/07/2018 - Já se encontram abertas as inscrições para o 12º Aniversário. Atenção lugares disponiveis limitados a 106 participantes, dada a capacidade do barco. Ver condições e valor. A partir de 6/8/2018 ãté 20/8/2018 não será possivel responder aos email dado nós encontrarmos na nossa viagem a China e existir limitação de acesso e disponibilidade (por favor compreender a situação), mas a partir do dia 20 começamos de novo a responder aos email. Para ficares mais descansado efetua a tua inscrição o mais cedo possivel. Vê topico do programa.

 

Ler mais...

galhardosRota dos Galhardos 

  • A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar. - Eduardo Galeano -
  • A manhã estava invulgarmente fria e triste. Estávamos em pleno inverno, mas no ar pairava os cheiros da primavera, apesar de ser um daqueles dias que convida ao conforto do lar e ao som do crepitar da lareira. Enchemos as mochilas e partimos para mais uma aventura por terras lusas.
  • A expectativa era muita, não só pelo local emblemático, como pela concretização de um trilho que em tempos ficou cancelado dos nossos planos.

    Ler mais...

natal2016

  • corgo
  • Linha do Corgo 
  • No dia 15 de outubro, o ANDAR proporcionou um momento fantástico a cerca de 110 caminheiros, mais uma das suas caminhadas, mais uma vez a uma paisagem deslumbrante com o Rio Corgo como companhia durante um bom bocado de tempo. O trajeto desenrolou-se na antiga linha do corgo, hoje transformada em ecopista.
  • A região possui uma identidade muito própria no que se refere às características climáticas peculiares que a individualizam de toda a área envolvente, tanto no que concerne à precipitação, como à temperatura. O cultivo da terra privilegia a vinha. A paisagem oferece-nos uma estrutura muito humanizada. Mais uma oportunidade de conhecer este Portugal em transformação.
  • Ler mais...

Programação para 2016/2017

Caros companheiros a programação das actividades do Grupo ANDAR ainda esta a ser preparada, contudo já estão disponíveis  as atividades até Março de 2017 inclusive.

 

porsol

Ler mais...

  • soajoDo Soajo às brandas, 14 de maio 2016
  •  
  • Estes últimos meses a falta de sol, a saudade do brilho matinal das gotículas deixadas pelo orvalho da noite e a ausência de uma caminhada estavam a sufocar-me. Tudo o que ouço é o som retimado da chuva, que hipnotiza toda a minha vontade. Sem dúvida que também quase já nem caibo na minha roupa, limito-me a comer e comer. Busco as previsões meteorológicas e fico desolado, novamente chuva. Aumenta a raiva e praguejo contra os céus. Irrito-me por tudo e por nada. Os dias vão passando, e mais uma vez aproxima-se um fim de semana onde está agendada uma caminhada, olho novamente o ecrã e fico ansioso. Será desta?

    Ler mais...

 Cronologia das actividades do ANDAR

  • Iniciamos aqui uma cronologia das actividades desenvolvidas pelo Projecto ANDAR, ao longo de quase uma década de existência, também pretende-se disponibilizar alguns registos fotográficos dessas actividades, em rubrica própria, que em tempo estavam na página inicial mas por vicissitudes várias não se encontram mais disponíveis online.
  • Por certo alguma actividade ou acontecimento poderá não estar referenciado ou registado, por erro de esquecimento do relator tal é já a quantidade de actividades realizadas e nem em todos os momentos efectuar um registo completo de arquivo. Por este facto peço desde já desculpa, e solicito a colaboração no sentido de corrigir o que estiver mal ou omisso.
  • Paulo Costa

    Ler mais...

natal2015

  • conimbrigaPR1 Rota de Conimbriga
  • Chegamos ao início do nosso trilho: Rota de Conímbriga.
  • Depois de percorremos uma distancia de 305116,36 pés, ou 57.787 milhas ou ainda 93 quilómetros, utilizando a definição de milha terrestre, definida pelo sistema imperial de medidas como o equivalente a 1609,344 metros e ainda a atual definição como sendo 5280 pés ao invés de 5000 do século XIII. A primeira vez que o termo milha foi usado para denotar distância foi na Roma Antiga, onde valia 1000 passos (do latim, mille passus) dados pelo Centurião, ou 5000 pés romanos. Essas medidas não eram precisas, visto que dependia do tamanho das pernas do centurião, pois uma mínima diferença na passada resultava em uma grande diferença ao final dos 1000 passos. Em registos históricos, a milha romana variava entre 1401 e 1580 metros, aproximadamente. Todos estes cálculos até podem passar-nos ao lado e não damos importância alguma. Esta é uma das muitas heranças que os romanos nos deixaram.
  • Ler mais...

natalandar2014a

Pág. 1 de 3

Go to top